Congresso - Descrição das atividades pré-congresso

 

 

ATENÇÃO - CURSO 30 - La cura mente-cuerpo a través de la hipnosis terapéutica - professor Alberto Cobián Mena - foi cancelado por impedimento incontornável comunicado pelo professor ministrante.  

 

Inscrições nos cursos abertas ao público! Não se inscreveu no Congresso mas deseja fazer os mini-cursos? Clique aqui para inscrever-se.

 

Clique aqui para fazer sua inscrição. Você será encaminhado para nosso sistema em uma página segura.

 

Cursos: são dirigidos a estudantes e profissionais e ministrados por proponentes com excelência reconhecida nas áreas da Psicologia, incluindo tanto campos de conhecimento consolidados quanto áreas emergentes de pesquisa e atuação.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA MINISTRANTES DE MINI-CURSOS:

1.    O curso irá ocorrer no dia 15/07, no horário definido na programação geral, e irá oferecer 50 vagas.

2.    Pedimos que o ministrante se apresente no local definido com pelo menos 15 minutos antes do horário de início do curso, para verificação e preparação do material multimídia, etc.

3.    A SIP não se responsabilizará por material ou equipamento necessário para a realização do curso além do equipamento de multimídia e quadro branco. Materiais adicionais deverão ser disponibilizados pelo ministrante. 

 

Informações importantes para os participantes do Curso 5
 Taller “Uso de clickers en la formación de psicólogos: aprendizaje activo y retroalimentación inmediata”

 Caros participantes:

 Pedimos a todos que levem um laptop ou dispositivo móvel com conexão sem fio ao workshop para realizar atividades (por exemplo, usar sistemas on-line).

 Obrigado!

 


Cursos Confirmados

 

Manhã

CURSO 02 - Psicologia do esporte: da teoria à prática - William Falcão

Psicologia do esporte: da teoria à prática


William Falcão


McGill University, Montreal, Canadá

 

Este curso irá explorar os aspectos psicológicos da prática esportiva voltados para a melhora do bem-estar e do rendimento esportivoabordando os seguintes tópicos:
- Antecedentes históricos: O curso descreverá as origensda psicologia do esporte, assim como os precursores dapsicologia do esporte moderna na América do Norte;
- Teorias: Modelos teóricos e resultados de pesquisas dos principais tópicos da área serão apresentados. Eles incluem motivação, autoconfiança, coesão, liderança, desenvolvimento de jovens e a ciência do treinamento. Atenção especial será dada aostemas relacionados ao desenvolvimento de jovens atletas, educação de treinadores e coesão de equipes de alto rendimento, incluindo paratletas;
- Pesquisa:Estudos em andamento no Laboratória do Psicologia do Esporte da Universidade McGill e seus resultados preliminares serão apresentados. O laboratório concentra-se em pesquisas sobre liderança e coesão de equipes, assim como o desenvolvimento de programas de educação de treinadores para o desenvolvimento de jovens atletas;
- Prática: Serão examinadas aplicações do conhecimento e método psicológicos (fundamentados em teorias científicas e resultados empíricos) junto à equipes esportivas, atletas e treinadores. Exemplos da atuação do psicólogo serão apresentados e discutidos em atividades de grupo durante o curso.
Sendo assim, o curso tem por objetivo (a) revisar as origens da psicologia do esporte, assim como pesquisadores e profissionais que contribuíram para seu desenvolvimento, (b) esclarecer como fatores psicológicos influenciam a prática e o rendimento esportivo, (c) identificar temas atuais de pesquisa na área, e (d) discutir estratégias práticas e a relevância de resultados empíricos no trabalho do psicólogo do esporte.

 

Palavras-chave: Psicologia do Esporte, Educação de Treinadores, Desenvolvimento de JovensAtletas
Modalidade: teórico-prática
Nível: básico/intermediário
Idioma: Português
Duração: 4h
Turno: Matutino

CURSO 03 - A noção de desconto como princípio integrador entre autocontrole e cooperação - Cristiano Valerio dos Santos

A noção de desconto como princípio integrador entre autocontrole e cooperação


Cristiano Valerio dos Santos


Universidad de Guadalajara, México

 

Tanto o autocontrole quanto a cooperação implicam o controle por consequências atrasadas ou estendidas no tempo. No caso do autocontrole, entendido como escolha, o indivíduo deve eleger entre uma recompensa imediata pequena ou uma recompensa maior atrasada ou estendida ao longo do tempo. No caso da cooperação, o indivíduo deve escolher entre realizar uma tarefa de maneira individual e ter um ganho imediato ou realizar uma tarefa em grupo e ter um maior ganho em longo prazo. Em ambos os casos, o conceito de desconto do valor de uma recompensa pode ajudar-nos a descrever e explicar a escolha dos indivíduos entre essas duas opções. Por desconto, entende-se a perda de valor subjetivo de um bem ou recompensa como resultado do aumento em alguma variável, como, por exemplo, o tempo para a entrega de uma recompensa ou a distância social entre dois indivíduos. Neste curso, serão revisados os modelos mais comuns de desconto temporal e probabilístico e se tentará realizar uma integração de diferentes linhas de pesquisa sobre autocontrole e cooperação em diferentes procedimentos usando o conceito de desconto como elemento integrador.Além disso, algumas implicações tanto para o desenvolvimento de estratégias de aplicação a problemas socialmente relevantes quanto para o desenvolvimento conceitual acerca do autocontrole serão discutidos.

 

Palavras-chave: Autocontrole, cooperação, desconto.
Modalidade: teórica
Nível de complexidade: intermediário
Idioma: Português
Duração: Quatro horas

CURSO 07 - Los Valores y la Cultura en la Práctica Profesional - Andrés J. Consoli

Los Valores y la Cultura en la Práctica Profesional


Andrés J. Consoli


San Francisco State University

 

La práctica profesional se inició con una aseveración la cual se ha evidenciado como falsa. La psicoterapia se concibió inicialmente como una práctica profesional libre de valores y sus prestadores como profesionales neutrales dispuestos a no influenciar a sus pacientes. Más de medio siglo de investigación en psicoterapia ha demostrado que los valores forman parte inextricable de la prestación de servicios en salud mental y que, de hecho, en los procesos psicoterapéuticos exitosos se da un “rapprochement” donde los valores de l@s pacientes terminan asemejándose a los valores de sus terapeutas. Este hallazgo sistemático ha llevado al reconocimiento actual de la psicoterapia como una práctica imbuida de valores. Relacionado con estos desarrollos, la concientización profesional del papel que juega la cultura y la diversidad cultural ha llevado a replantear las competencias profesionales incluyéndose contemporáneamente la competencia cultural y la humildad cultural como dimensiones sine qua non de la práctica profesional competente.
De manera congruente con el tema central del Congreso, Conocimiento, Diversidad, Integración, en este taller trabajaremos junt@s sobre el discernimiento de los valores y premisas culturales presentes en la práctica profesional mientras damos cuenta de la presencia de ambos en los documentos marco del trabajo profesional (códigos de ética y leyes de salud mental), y en las teorías que informan a la psicoterapia. Revisaremos críticamente los instrumentos disponibles para el estudio de los valores profesionales y las premisas culturales para luego analizar la presencia de ambos en viñetas de psicoterapia.

 

Palabras-clave: piscoterapia; valores; cultura.
Modalidade: Teórico-experiencial
Nivel: Intermedio
Idioma: Español
Duración: 3 horas

CURSO 12 - Acolhimento a Mulheres em situação de Violência - Laura Frade

Acolhimento a Mulheres em situação de Violência


Laura Frade


Centro Universitário UniCEUB, Brasília, Brasil

 

A Lei Maria da Penha, ao ser aprovada, determinou que toda mulher tem que ter apoio psicológico e jurídico, quer na fase do inquérito, nas delegacias, quer na etapa processual, no judiciário. Foi a partir desse marco que se começou a construir uma metodologia de trabalho conjunto entre Psicologia e Direito. As experiências adquiridas ao longo do primeiro ano de atividades no acolhimento às vítimas de violência doméstica, na Delegacia da Mulher e no Judiciário, estão agora agrupadas em uma metodologia que merece ser compartilhada e multiplicada com os profissionais da Psicologia, pelos excelentes resultados colhidos.Ela envolve a compreensão do processo pelo qual a mulher passa desde a ocorrência de um evento até a decisão final do Juiz, a estratégia de acolhimento conjunto entre advogado e psicólogo, a participação da Psicologia nas audiências de mediação – com a equipe multidisciplinar – e com o Juiz, para a decisão final. Tudo isso para que se possa praticar, em vivências dirigidas, o que efetivamente é necessário ao acolhimento, em cada uma dessas fases do processo. A iniciativa que teve como base o Fórum do Núcleo Bandeirante faz parte de um movimento histórico no Direito brasileiro. Trata-se da incorporação da visão da Justiça Restaurativa na busca de recomposição do tecido social, cuja saúde se reflete em menores índices de violência, comprovados através de vários estudos ao redor do mundo. Para a realização desse trabalho a participação do psicólogo e também de profissionais de outras áreas é essencial. A diversidade e integração dos diferentes conhecimentos são a resposta necessária aos casos em que a insegurança está dentro da própria casa. Há um débito histórico em relação às mulheres. Mas se essa é a situação de nosso passado e do passado de vários países, não precisa ser nosso futuro. A proposta de trabalho é compartilhar a metodologia de acolhimento desenvolvida nessa experiência piloto. Trata-se de trabalho multidisciplinar, voltado à transformação da mentalidade social. Uma revolução silenciosa e necessária. Um chamado para repensarmos as práticas psicossociais para atender vítimas de violência. Uma ferramenta de trabalho para o profissional da Psicologia.

 

Palavras chave: Mulher; Violência; Lei Maria da Penha
Modalidade: teórico-prática
Nível: básico
Idioma: português
Duração: 4hs

CURSO 14 - Contribuições da Psicologia para prevenção e intervenção no Abuso sexual contra crianças e adolescentes - Maria da Graça Saldanha Padilha

Contribuições da Psicologia para prevenção e intervenção no Abuso sexual contra crianças e adolescentes


Maria da Graça Saldanha Padilha


Universidade Tuiuti do Paraná (Curitiba, PR, Brasil)

 

O abuso sexual é qualquer ato ou contato de natureza sexual, que ocorre entre um adulto ou adolescente mais velho e uma criança ou adolescente mais novo. Éum dos tipos de violência contra crianças mais difíceis de serem manejados pelos diversos profissionais das áreas de saúde e educação, assim como pelos operadores do Direito e os assistentes sociais. Para o psicólogo, o abuso sexual apresenta grandes desafios, seja na área de avaliação, seja na área clínica. Dentro da Psicologia Forense, é um tema reconhecidamente importante e que exige pesquisa para aperfeiçoamento das intervenções que diminuam a revitimização, particularmente aquelas envolvidas no fluxo de atendimento desde a revelação do abuso sexual até a escuta da vítima dentro do sistema legal. A literatura especializada aponta vários problemas psicológicos que podem estar relacionados ao abuso sexual sofrido, observados em curto, médio e longo prazo, entre eles:problemas internalizantes, problemas externalizantes, habilidades sociais empobrecidas, raiva e hostilidade reprimidas, capacidade para confiar prejudicada e outros. As características da interação abusiva e as conseqüências que produz, a partir dos comportamentos típicos do agressor sexual, podem justificar o desenvolvimento dos problemas psicológicos expostos acima. A análise de fatores de risco e proteção também pode auxiliar no entendimento da determinação da ocorrência do abuso, assumindo-se que esse é um fenômeno multideterminado. A partir de indicadores já apontados na literatura especializada, pode-se facilitar a revelação feita pela vítima e o encaminhamento menos traumático possível para a denúncia, responsabilização do agressor e tratamento tanto da vítima quanto do agressor. Em face das características do abuso sexual apontadas acima, conclui-se pela importância da prevenção, seja na esfera educativa, seja na preparação de profissionais para o manejo do encaminhamento de vítimas e agressores, seja no tratamento de seqüelas decorrentes da situação abusiva.

 

Palavras-chave: Abuso sexual, prevenção, intervenção.
Modalidade: teórica.
Nível intermediário.
Idioma: português.
Duração: quatro horas.

CURSO 17 - WORKSHOPS DA AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION - (1) APA databases and electronic resources: helping to advance the behavioral and social sciences – Peter Gavornio - (2) Writing with APA style – Julia Frank McNeil

WORKSHOPS DA AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION


(1) APA databases and electronic resources: helping to advance the behavioral and social sciences – Peter Gavornio
(2) Writing with APA style – Julia Frank McNeil


(1) American Psychological Association (APA)
(2) Senior Director, APA BOOKS

 

Workshop 1 - APA Databases and Electronic Resources: Helping to Advance the Behavioral and Social Sciences

Peter Gaviorno

American Psychological Association (APA)


This presentation will provide a practicaland informative introduction to and a discussion aboutthe databases and electronic products of the American Psychological Association (APA), including demonstrationson the APA PsycNET® platform. These will includePsycINFO®, PsycARTICLES®, PsycBOOKS®, PsycEXTRA®, PsycCRITIQUES®, PsycTESTS®, PsycTHERAPY®, the APA Handbooks in Psychology™ Series, and APA Books ® E-collections. Together, these resources constitute the most authoritative collection of behavioral and social science literature available, one that is interdisciplinary in approach and is among the most widely used and cited worldwide. In addition, APA PsycNET is the only search platform designed specifically for APA databases, fully integrating APA’s precise indexing and controlled vocabulary and providing output in APA Style®. Attendees will learn about how the APA’s scholarly and professional content,made accessible through its databases and electronic products,can inform their academic, research, or clinical needs. They will also gain exposure to a variety of resources designed to improve their user experience by reducing discovery time, exposing related content, dynamically linking to full-text documents, and providing specialized training and documentation. A question-and-answer period will allow attendees to explore areas of particular interest in greater depth, and information about access options will be made available.
Keywords: Databases; Behavioral Sciences; Research


Workshop 2 - Writing with APA Style
Julia Frank McNeil
Senior Director, APA BOOKS

APA Style is defined as a set of guidelines or style rules for authors to help them present their findings in a clear and consistent way. This presentation will review the purpose of APA Style along with the resources students and others can use to learn APA Style and locate answers to their questions. A brief overview of the contents of the sixth edition of the manual and the evolution of the style manual are included. A list of translations and related print style products is followed by key parts of the APA Style website, including quick answers to references and formatting, free tutorials,
frequently asked questions, sample blog posts written by APA Style experts, and links to APA Style social media. This presentation will review the purpose of APA Style and its role in helping authors write sound and concise scientific prose.
Keywords: APA Style, Scientific Writing.

 

Description: Practical
Complexity: Basic
Language: English
Duration: 4 hours (approximately 2 hours for each workshop)

CURSO 18 - Género y salud psicosocial: elementos críticos para la construcción de relaciones interpersonales equitativas desde la perspectiva de género - Tania Esmeralda Rocha Sánchez

Género y salud psicosocial: elementos críticos para la construcción de relaciones interpersonales equitativas desde la perspectiva de género


Tania Esmeralda Rocha Sánchez


Universidad Nacional Autónoma de México

 

El taller tiene como objetivo dar cuenta de la importancia que tiene el estudio de las relaciones interpersonales y la salud mental y emocional de las personas desde una perspectiva de género, proporcionando herramientas teóricas para identificar los indicadores de desigualdad que se dan en el nivel micro y macro, analizando las barreras estructurales e ideológicas que mantienen en relación de desigualdad a hombres y a mujeres. En segundo lugar se pretende dar a conocer las herramientas metodológicas que involucra la perspectiva de género en la comprensión de los factores analizados en la primera parte, para dar lugar a una propuesta de intervención respecto a las maneras de incidir en un cambio verídico en el marco de toda relación interpersonal a partir de los diferentes niveles de incidencia involucrados. Se darán a conocer trabajos de investigación e intervención en diferentes países que dan cuenta de los avances en la materia y las acciones que son posibles retomar para los contextos particulares en vías de promover relaciones con equidad de género. Se proporcionará material de utilidad a los participantes para su consulta y empleo en sus comunidades. El alcance del taller es lograr una comprensión clara y profunda de la perspectiva de género y su utilidad en el campo de la psicología, dando a conocer las posturas más actuales al respecto y las acciones concretas para la promoción de relaciones equitativas.

 

Modalidad: teórico-práctico
Nivel de complejidad: Introductorio-Intermedio
Idioma: Español
Duración: 4 horas

CURSO 19 - ESCOLHENDO E INTERPRETANDO PARÂMETROS DE TESTES E ESCALAS: DICAS DE SOBREVIVÊNCIA - Valdiney V. Gouveia

ESCOLHENDO E INTERPRETANDO PARÂMETROS DE TESTES E ESCALAS: DICAS DE SOBREVIVÊNCIA


Valdiney V. Gouveia


Universidade Federal da Paraíba

 

O presente curso pretende ser um manual de sobrevivência para os colegas de diversas áreas da Psicologia que desejem adaptar ou construir testes e escalas, ou apenas precisem entender o que os artigos e capítulos dizem quando apresentam os parâmetros psicométricos de uma medida. Concretamente, objetiva-se ensinar aos participantes a escolher os tipos de análises que deveriam ser realizadas e como calcular e interpretar os principais parâmetros comuns no âmbito da testagem psicológica (e.g., homogeneidade, confiabilidade, validade fatorial, validade discriminante-convergente). A ideia central é oferecer dicas úteis, introduzindo ferramentas simples do Excel ou mostrando como fazer em programas como PASW e AMOS. Também serão discutidas regras práticas de alguns parâmetros (e.g., alfa de Cronbach), mostrando suas aplicabilidades, limitações e alternativas. A ênfase do curso será principalmente prática, considerando artigos que já tenham sido publicados, mostrando como foram obtidos os resultados, que interpretações eles admitem, que alternativas seriam possíveis. Não se deseja formar em avaliação psicológica e psicometria, mas oferecer informações que são necessárias nas diversas áreas, capacitando os colegas no entendimento de questões mais técnicas, porém sem recorrer a fórmulas matemáticas complexas; a ideia central é favorecer a compreensão, oferecendo recursos essenciais que sejam úteis no seu dia a dia, contribuindo com sua prática sempre quando demande o uso de instrumentação psicológica.

 

Palavras-chave: avaliação psicológica; parâmetros psicométricos; recursos estatísticos.
Modalidade: teórica-prática
Nivel: Intermediário (É desejável o participante tenha cursado avaliação psicológica ou técnicas de exame psicológico).
Idioma: Português, com possibilidade de interação (perguntas e respostas) em espanhol.
Duração: 4 horas
Currículo abreviado do proponente. Professor Titular de Psicologia Social, da Universidade Federal da Paraíba, e Pesquisador 1A do CNPq (http://lattes.cnpq.br/6960379064948678). Tem pesquisado e trabalhado na área dos valores humanos, traços de personalidade e construção e adaptação de testes e escalas.

CURSO 22 - Introdução à Cognição Musical - PatriciaVanzella

Introdução à Cognição Musical


PatriciaVanzella


Universidade de Brasília

 

A música está presente entre todos os povos da humanidade. Assim como não existe povo sem língua, não existe povo sem música. Como a linguagem, a música é uma atividade complexa, governada por leis e, embora o processamento musical utilize algumas das redes neurais responsáveis pelo processamento da audição e da linguagem, pesquisas recentes indicam que o cérebro possui circuitos especializados especificamente na produção e percepção musical.
Ao longo das últimas décadas houve um aumento significativo no volume de pesquisas sobre percepção e performance musical. Parte dessa motivação decorre do fato de que a música pode oferecer uma oportunidade única para um melhor entendimento do funcionamento do cérebro humano. Fazer ou ouvir música envolve quase todas as funções mentais, como por exemplo: memória, atenção, emoção, percepção e performance motora. Além disso, devido a ubiquidade do fazer e apreciar musical, tem-se procurado desvendar a origem funcional e o valor biológico da música.
Este curso de “Introdução à Cognição Musical” pretende avaliar como a interseção entre a música, a psicologia e a neurociência tem contribuído para o recente avanço do conhecimento na área da cognição musical. Temas que poderão ser explorados neste curso: teorias sobre como e quando a música se tornou um aspecto determinante do comportamento humano; como ocorre a percepção musical;possíveis “efeitos colaterais” benéficos do fazer musical; vínculos entre música e emoção; o que as técnicas de neuroimagem podem nos dizer sobre como o cérebro processa a música e como esta age sobre o mesmo; processos psicológicos envolvidos no imaginar e fazer musical.

 

Palavras-chave: cognição musical, percepção musical, música, neuroimagem
Idioma: português
Modalidade: teórica
Nivel: Básico/Intermediário
Duração: 2 horas

CURSO 24 - Análise do Comportamento do Consumidor: Padrões de Compra - Jorge M. Oliveira-Castro

Análise do Comportamento do Consumidor: Padrões de Compra


Jorge M. Oliveira-Castro


Universidade de Brasília

 

A literatura acadêmica sobre comportamento do consumidor tem se baseado predominantemente em abordagens social-cognitivas para investigar os fenômenos de interesse. Essas abordagens têm produzido baixo nível de predição de comportamento a partir de construtos psicológicos e têm deixado de enfatizar os efeitos de variáveis ambientais sobre o comportamento de consumo. O curso tem como objetivo apresentar a Análise do Comportamento do Consumidor, baseada em princípios operantes derivados de pesquisas experimentais sobre aprendizagem. Tal propostase apresenta como alternativa que enfatiza a investigação dos efeitos de variáveis situacionais e históricas sobre o comportamento do consumidor, com base no Behavioural Perspective Model (BPM). O BPM interpreta o comportamento de consumo como ocorrendo na intersecção do cenário de consumo e a história de aprendizagem do indivíduo, gerando consequências utilitárias e informativas. Durante o curso, haverá a oportunidade de discutir diversos estudos, provenientes de pesquisas acadêmicas na área de marketing, sobre padrões de compras no varejo, querevelaram diversas regularidades com relação à escolha de marcas por parte dos consumidores. Os seguintes achados podem ser citados como exemplos: consumidores tendem a comprar várias marcas de um mesmo produto durante um ano, demonstrando baixo nível de lealdade a uma única marca; as fatias de mercado de diferentes marcas tendem a diferir muito entre marcas, enquanto as frequências de compras associada às marcas tendem a diferir pouco; e ocorre um risco duplo, de acordo com o qual marcas menores contam com menor número de compradores e os que as compram tendem a comprá-las com menor frequência que compradores de marcas maiores. Os achados serão apresentados e discutidos a paritr dos conceitos de benefício utilitário e informativo programados pelas marcas.

 

Palavras-chave: comportamento do consumidor, análise do comportamento, escolha de marcas
Modalidade:curso teórico
Complexidade:curso básico
Idioma: português, com possibilidade de diálogo em inglês, conforme necessidade.
Duração: 4 horas

CURSO 25 - O psicólogo e a alfabetização: Como lidar com crianças que “não aprendem a ler”? - Maria Regina Maluf

O psicólogo e a alfabetização: Como lidar com crianças que “não aprendem a ler”?


Maria Regina Maluf


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP

 

O curso se insere no enfoque da Ciência da Leitura que se constituiu nos últimos 20 anos e incorpora conhecimentos da Psicologia Cognitiva e das Neurociências, para explicar como se aprende a ler em sistemas alfabéticos de escrita e as implicações desse conhecimento nos procedimentos de ensino. Aprender a ler é a primeira necessidade a ser atendida pelos sistemas de ensino eficientes, uma vez que é a chave que permitirá aceder a todos os demais saberes. Cabe ao psicólogo conhecer os processamentos mentais implicados na leitura, facilitar seu desenvolvimento e contribuir para enfrentar as dificuldades que podem manifestar-se nas diferentes etapas de aprendizagem da linguagem escrita, ou seja, da alfabetização. O curso será oferecido em quatro tópicos. 1) Constituição e história da Psicologia Cognitiva e avanços conseguidos no estudo das atividades cognitivas. Como aPsicologia Cognitiva da Leitura contribui para o psicólogo que trabalha com educação. 2) Ler e escrever como formas de processamento linguístico. Necessidade e importância do desenvolvimento metalinguístico para a alfabetização e o papel da educação infantil para estimular esse desenvolvimento. 3) História dos sistemas de escrita e natureza da escrita alfabética como forma de representação da fala. Decodificação e compreensão como componentes básicos da atividade de leitura e de escrita. O que facilita e o que dificulta a aquisição dessas habilidades. 4) Como enfrentar a questão da dislexia? Ela existe mesmo ou é expressão de mais um mito para justificar incompetências do sistema educacional?

 

Palavras-chave: alfabetização; psicologia escolar; ciência da leitura.
Modalidade: Teórica
Nível:Intermediário
Idioma: Português
Duração: 4 horas

CURSO 26 - Developmental Dyslexia - Cláudia Cardoso-Martins

Developmental Dyslexia


Cláudia Cardoso-Martins


Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

 

Reading is a complex activity that presupposestwo fundamental abilities: word recognition or decoding, and language comprehension. Although these two abilities are closely connected in typical reading acquisition, they often dissociate in children with reading difficulties. Developmental dyslexia, the topic of the present workshop, is a case in point. As amply described in the literature, the key-defining feature of developmental dyslexia is impaired word decoding skills despite normal or above normal intelligence and adequate oral language skills. According to the predominant theory in the literature – the so-called phonological deficit model – this learning disability is caused by a specific deficit in phonological processes that is of neurobiological origin. The present workshop will cover the following topics: 1) definitions of developmental dyslexia; 2) theoretical models of learning to read words; 3) the pattern of word reading in dyslexia; 4) types of developmental dyslexia; 5) theoretical explanations of developmental dyslexia; 6) developmental dyslexia as a deficit in phonological processes; 7) the manifestation of developmental dyslexia in different languages; 8) the relationship between developmental dyslexia, phonological deficit disorder (PDD), and specific languageimpairments (SLI); 9) the precursors of developmental dyslexia in the preschool years; 10) the etiology of dyslexia: genetics and environmental factors; 11) brain processes in developmental dyslexia; and 12) diagnosis, treatment and prevention of developmental dyslexia.

 

Key-words: developmental dyslexia; diagnosis and treatment of reading difficulties; cognitive explanations of developmental dyslexia.
Theoretical course
Course level: intermediary;
Language: English or Portuguese, as needed
Duration: 4 hours;

CURSO 31 - Adolescencia Prevenida: operantes para la salud en las comunidades escolares - Prevented teens: working for health in school communities - Norma Coppari

Adolescencia Prevenida: operantes para la salud en las comunidades escolares
Prevented teens: working for health in school communities


Norma Coppari


Universidad Católica de Asunción

 

El Taller presenta el Paquete de Evaluación e Intervención Operantes para la Salud en Comunidades Escolares, conocido como Adolescencia Prevenida, surgido de una emergencia nacional. Los instrumentos aplicados para la detección y las técnicas entrenadas en los Talleres de Formación de Monitores en demostración de su uso. Se presentan los resultados acumulados del 2000 al 2012, en el contexto de los hechos del 1 de agosto/04, a consecuencia del siniestro del Supermercado Ycuá Bolaños, donde 400 personas fallecieron y duplicó la cifra de afectadas. Enfoca laSalud Psicológica del Adolescente, basado en operantes de prevención de “riesgo” y detección y promoción de “resiliencia”.Se sustenta en evidencia teórica y empírica. Promueve un método eficaz para potenciales demandas masivas a nivel de detección e intervención psicológica y social. Busca el desarrollo integral-salutogenesisdel adolescente (bienestar físico, psíquico y social, y no mera ausencia de enfermedad. Enfatiza la capacidad de la persona operante para adaptarse a su entorno y transformar los factores que impiden su desarrollo individual y comunitario. Refuerza la interacción con instituciones sociales (escuela, familia, comunidad) para mejorar y asegurar que los adolescentes alcancen su pleno potencial y contribuyan a un futuro saludable. Diseño transversal y ex-post-facto, comparativo, de muestras intencionales de adolescentes afectados directa o indirectamente, del 1ª (N = 122), y sus controles (N = 670). Línea de investigación-acción, trasciende el rol tradicional del psicólogo vinculándolo al trabajo comunitario. Se obtuvo Información Biográfica, Sucesos de Vida del Adolescente e Inventario de Riesgo Suicida (IRIS). Para la intervención, se aplico Taller de Formación de Monitores, a jóvenes y padres. Contrato de Contingencia para prevenir y modificar comportamientos por déficit o por excesos y sus consecuencias en los ámbitos escolar, familiar y social, con Técnicas de Autorregulación, Administración del Tiempo, Principio de Premack y contingencias positivas.

 

Palabras Clave: adolescentes, riesgo-resiliencia, operantes para la salud.
Modalidad: Taller teórico con demonstraciones de las técnicas.
Nivel de los contenidos a impartir: Intermedio
Idioma en que será impartido: Español.
Duración: 3 horas

CURSO 32 - Taller de Mindfulness para niños y adolescentes ansiosos - Tito E. Cuentas

Taller de Mindfulness para niños y adolescentes ansiosos


Tito E. Cuentas


Universidad Católica de Santa María, Peru

 

Este es un taller que ofrece un resumen de un programa profesional completo para el tratamiento combinado de procedimientos Mindfulness y Terapia de Aceptación y Compromiso para niños y adolescentes con ansiedad. Este constituye un protocolo de tratamiento de ocho sesiones que puede servir para administrarlo a niños y adolescentes individual o grupalmente. Se adopta un proceso de enseñanza-aprendizaje de práctica vivencial-experiencial para los participantes de un muestreo de sesiones resumidas para trabajar con niños y adolescentes que van aprender analizar críticamente conceptos de mindfulness y aceptación para enfatizar y desarrollar nuevas formas para relacionarse a la ansiedad así como a los pensamientos y sentimientos ansiosos y utilizar la habilidad para responder a eventos de la vida con mayor consciencia y confianza. Se incluye ejercicios para la experiencia personal y las actitudes a adoptar por parte del terapeuta. Asimismo, basamos nuestra experiencia en la capacidad del terapeuta de conocer desde adentro los pormenores de mindfulness y lo que puede servir de eso para la consejería y terapéutica con niños y adolescentes.

 

Descriptores: Ansiedad, tratamiento de ansiedad en niños y adolescentes, Mindfulness, Terapia de Aceptación y Compromiso con niños
Modalidad: Taller teórico vivencial
Nivel de complejidad: intermedio
Idioma en el que se impartirá el taller : Español
Duración: tres horas

CURSO 33 - Psicologia Pediátrica: um campo de atuação do psicólogo na área de saúde - Maria Beatriz Martins Linhares

Psicologia Pediátrica: um campo de atuação do psicólogo na área de saúde


Maria Beatriz Martins Linhares


Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

 

A Psicologia Pediátrica consiste em um campo interdisciplinar que estuda o conjunto de assuntos sobre desenvolvimento, saúde e doença física ou mental que afetam crianças, adolescentes e famílias. Atualmente, é definida como uma subespecialidade da Psicologia da Saúde que se ocupa do acompanhamento e intervenção psicológica às crianças e adolescentes em condições típicas de desenvolvimento e aqueles expostos a tratamento de doença e/ou em condições de risco para o desenvolvimento de doenças. Os objetivos da Psicologia Pediátrica englobam tanto aspectos terapêuticos, quanto preventivos e educacionais. Os objetivos específicos são: (a) colaborar com as famílias, escolas, instituições de saúde e comunidade no que tange ao desenvolvimento de ações educativas que promovam a adoção de um estilo de vida saudável pelas crianças/adolescentes; (b) intervir preventivamente em situações de risco à saúde da criança/adolescente, impedindo a ocorrência de transtornos em seu processo de desenvolvimento; (c) intervir terapeuticamente nos problemas de saúde física e mental de crianças/adolescentes, especialmente em situações de doença crônica ou de tratamento prolongado, a fim de incentivar o desenvolvimento de estratégias eficientes de enfrentamento e adesão ao tratamento (em nível individual e familiar); (d) facilitar a adaptação de crianças/adolescentes às situações de hospitalização e tratamentos de doença, prevenindo e/ou reduzindo os potenciais efeitos adversos associados a estas experiências; (e) colaborar com a formação de profissionais de saúde para que possam atender às necessidades psicossociais de crianças, adolescentes e suas famílias. O presente curso tem por finalidade tratar dos conceitos, campos de atuação e modalidades de intervenção da Psicologia Pediátrica, com exemplos de atuação no contexto hospitalar do Serviço de Psicologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da FMRP-USP, sob minha coordenação. Será ilustrado como a pesquisa pode ajudar a mudar realidades no contexto do atendimento à criança e a família neste serviço, por meio de evidência científica para a prática.

 

Palavras-chave: Psicologia Pediátrica; Saúde; Desenvolvimento da criança

Modalidade: Teórico
Nível: Intermediário
Idioma: Português
Duração: 4 horas

Tarde

CURSO 01 - Aplicação da Avaliação Neuropsicológica na Responsabilidade Penal e Capacidade Civil - Antonio de Pádua Serafim

Aplicação da Avaliação Neuropsicológica na Responsabilidade Penal e Capacidade Civil


Antonio de Pádua Serafim


Coordenador do Programa de Psiquiatria Forense e Psicologia Jurídica
Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo - Brasil

 

A crescente onda de violência urbana, como os homicídios, a relação dependência química e criminalidade, o afastamento de trabalho por doenças incapacitantes, ações indenizatórias por consequências de intoxicações (chumbo, mercúrio, monóxido de carbono), tem exigido cada vez mais a participação do psicólogo no esclarecer dos fatos no contexto jurídico. Responder as questões relacionadas à saúde mental e justiça requer da psicologia uma compreensão multifatorial dos fatores envolvidos. Atualmente observa-se uma crescente solicitação de perícias psicológicas e neuropsicológicas, por se entender que estas avaliações expressam não apenas descrições sintomáticas de um determinado quadro patológico, mas e principalmente, expressa uma análise funcional deste. Por perícia entende-se a aplicação dos métodos e técnicas da investigação psicológica e neuropsicológica com a finalidade de subsidiar ação judicial, toda vez que dúvidas relativas à “saúde” psicológica do periciando, se instalarem. Sendo assim no contexto forense a avaliação neuropsicológica se apresenta como um imprescindível recurso para a perícia, uma vez que, se constitui de um processo complexo, que impõe ao profissional além de amplo conhecimento e domínio em psicologia clínica e em psicometria, formação estrita quanto ao sistema nervoso (central e autônomo), suas patologias e consequências. O objetivo deste trabalho é apresentar o panorama da aplicação da avalição neuropsicológica Direito Penal relativa a responsabilidade penal e no Direito Civil relativa a capacidade civil como nos casos da Doença de Alzheimer, entre outras.

 

Palavras-chave: perícia, avaliação neuropsicológica, psicologia forense.
Modalidade: TeóricoNível: Intermediário
Idioma: Português
Duração: 04 horas
Turno: Matutino

CURSO 04 - Applying Psychology for human and social development: step by step - Aplicación de la Psicología al desarrollo humano y social: paso a paso - Susan Pick

Applying Psychology for human and social development: step by step
Aplicación de la Psicología al desarrollo humano y social: paso a paso


Susan Pick


Universidad Nacional Autónoma de México y Yoquiero Yo puedo (IMIFAP), México

 

La primera parte de este taller estará enfocado al papel de la Psicologíaen el desarrollo, implementación y evaluación de programas de desarrollo humano y social así como en su rolparael cabildeo dirigido al desarrollo de políticas públicas. Esto se hará paso a paso. En la segunda parte veremos el FrEE (Marco para Facilitar el Empoderamiento) que se derivó de esta metodología. El FrEE hace operativa la Aproximación de Capacidades Humanas de AmartyaSen (Premio Nobel de Economía 1998) y ha sido la base de más de 40 programas de educación, salud, ciudadanía y productividad en América Latina dirigidos a romper de manera sostenible el ciclo de la pobreza. Dichos programas han beneficiado a más de 19 millones de personas en 14 países.
This workshop will focus on the role of Psychology in human and social development. A step by step approach on how programs have been developed, implemented and evaluated as well as how to carry out advocacy directed at public policy will be the focus of the first part of the workshop.Then we will look at FrEE (The Framework for Enabling Empowerment) which derived from this methodology.FrEE has been the base of over 40 education, health, citizenship and productivity programs in Latin America directed at sustainably breaking the poverty cycle. It makes the Human Capabilities Approach developed by Nobel Prize winner 1998 AmartyaSenoperative from a psychosocial perspective. These programs have benefitted over 19 million people in 14 countries.

 

Modalidad/type: teórica/theoretical
Nível de complejidad/Level of complexity: introductório/introductory
Idioma: español e inglés (the workshop will be held in both spanish and english (Los acetatos estarán en inglés y la presentación en español e inglés combinado para abarcar a un mayor número de participantes; the slides will be in English and the presentation in both languages combined).
Duração/duration: Quatro horas (four hours)
Turno/shift: Vespertino/Afternoon

CURSO 05 - USO DE CLICKERS EN LA FORMACIÓN DE PSICÓLOGOS:APRENDIZAJE ACTIVO Y RETROALIMENTACIÓN INMEDIATA - Blumen, S., Chávez, A. y Vásquez, A

USO DE CLICKERS EN LA FORMACIÓN DE PSICÓLOGOS:APRENDIZAJE ACTIVO Y RETROALIMENTACIÓN INMEDIATA


Blumen, S., Chávez, A. y Vásquez, A


 

Se dará a conocer qué son los clickers, cómo pueden ser utilizados en la educación superior y cuáles son las mejores estrategias didácticas en la formación de psicólogos, a la luz de los avances en los estudios sobre cognición y aprendizaje activo. El participante analizará la pertinencia del uso de los clickers en la educación superior según el impacto de los sistemas de retroalimentación inmediata reportados en la literatura científica internacional y según las experiencias locales. Luego, los participantes identificarán las estrategias didácticas más efectivas en la formación de psicólogos, según el tipo de cursos considerados en la formación del psicólogo, sean estos cursos teóricos de tipo seminario, talleres teórico-prácticos, cursos instrumentales o cursos aplicativos. Posteriormente, los participantes propondrán objetivos según el diseño curricular por competencias y diseñarán actividades aplicadas a un curso de formación en Psicología de su elección, incorporando el uso de los clickers en las estrategias educativas. La didáctica del taller comprenderá el trabajo activo, colaborativo y vivencial, así como demostraciones prácticas del uso de los dispositivos de respuesta a distancia, conocidos como clickers. Finalmente, se organizará una red colaborativa de investigación y aplicación de estrategias didácticas generadas a partir de la incorporación del uso de los clickers en la formación de psicólogos interamericanos.

 

Palabras clave: aprendizaje activo, formación en psicología, clickers
Modalidad elegida: Taller teórico-vivencial
Nivel de complejidad de los contenidos a desarrollar: Intermedio.
Idioma en el que el taller será impartido: Español (Portuñol)
Duración del taller: 4 horas

CURSO 08 - El conocimiento, la diversidad y la integración: Implicaciones para la práctica desde la perspectiva históricocultural - Wanda C. Rodríguez Arocho

El conocimiento, la diversidad y la integración: Implicaciones para la práctica desde la perspectiva históricocultural


Wanda C. Rodríguez Arocho


Universidad de Puerto Rico

 

Este taller teórico-vivencial analiza el significado de la relación entre conocimiento, diversidad e integración para la práctica de la psicología desde una perspectiva histórico-cultural. Tanto la comunidad científica como la comunidad general enfrentan hoy día diversos conflictos que están relacionadoscon la naturaleza, las expresiones y los usos del conocimiento. Ese conocimiento y sus manifestaciones no están desvinculados del contexto históricocultural y las dinámicas sociales en las cuales se produce.Las transformaciones socioeconómicas derivadas de la globalización y las nuevas tecnologías asociadas a ella, presentan enormes retos a la psicología y a otras disciplinas. Los movimientos migratorios, la diversidad étnica y cultural, las movilizaciones por reivindicaciones sociopolíticas y las nuevas formas de exclusión social presentan un panorama complejo que atraviesa el trabajo de profesionales de todas las áreas de la psicología y que pocas veces es tratado a profundidad en los centros de formación profesional. A partir de las experiencias de sus participantes y de la literatura teórica e investigativa sobre el tema, en el taller analizaremos un marco conceptual que permite abordar la complejidad e identificaremos las destrezas que se requieren para implantarlo. ¿Cómo se produce y usa el conocimiento en nuestro tiempo?¿Qué es la diversidad y cómo la manejamos en el día a día y en la actividad profesional? ¿Cómo enfrentar efectivamente las tensiones que presenta el binomio exclusión-integración en la práctica de la psicología? ¿Qué conocimientos y destrezas son necesarios para una práctica profesional que se reconozca como históricamente situada, culturalmente mediada y socialmente ejecutada? Estas son algunas de las preguntas que guiarán el taller.

 

Palabras claves: Práctica profesional, perspectiva históricocultural, relación entre conocimiento, diversidad, exclusión e integración
Taller teórico-vivencial
Nivel intermedio
Idioma:Español
Duración: Tres horas

CURSO 09 - Contribuições da Psicologia Cognitiva para a Educação: as relações entre metacognição, aprendizagem e desenvolvimento cognitivo - Alina Galvão Spinillo

Contribuições da Psicologia Cognitiva para a Educação: as relações entre metacognição, aprendizagem e desenvolvimento cognitivo


Alina Galvão Spinillo


Pós-graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Brasil

 

As contribuições da Psicologia para a Educação tem se alterado a partir das novas demandas impostas a essas duas ciências derivadas de diferentes perspectivas teóricas e de resultados de pesquisas, sendo necessária uma reflexão acerca das relações que se estabelecem atualmente entre esses dois campos do conhecimento. Dentro deste cenário em movimento, a metacognição surge como conceito fundamental, atual e articulador desta discussão de natureza teórica e aplicada.O curso, apoiado no tripé teoria-pesquisa e prática, tem por objetivos: (i)discutir as relações entreaprendizagem e desenvolvimento cognitivo a partir do conceito de metacognição e de domínios específicos do conhecimento; e (ii)gerar implicações educacionais baseadas em conhecimentos teóricos e empíricos. Inicialmente será apresentada uma breve revisão acerca das relações entre a Psicologia e a Educação, tratando-se em seguida das diferentes interpretações acerca das complexas relações entre aprendizagem e desenvolvimento cognitivo. Por fim, a articulação entre metacognição, aprendizagem e desenvolvimento cognitivo é abordada à luz de evidências empíricas derivadas de estudos de intervenção no campo da Psicologia. Considerada um mecanismo mobilizador de aprendizagem e de desenvolvimento, a metacognição é discutida enquanto mecanismo responsável pela tomada de consciência e enquanto mecanismo responsável pela auto-regulação do raciocínio. Enquanto tomada de consciência, a metacognição permite que o indivíduo compreenda o que fez, como fez e por que fez; enquanto auto-regulação, a metacognição permite que o indivíduo gerencie suas ações, planejando, monitorando, realizando ajustes e redirecionamentos, verificando e avaliando a adequação de suas ideias e procedimentos. Reflexões teóricas, metodológicas e resultados de pesquisas formam, de maneira articulada, a base de sustentação do presente curso; assim como fundamentam as implicações educacionais apresentadas.

 

Palavras-chave:aprendizagem, desenvolvimento cognitivo, metacognição
Modalidade: teórico-prática
Nível: básico e intermediário
Idioma: português
Duração: 3 horas

CURSO 10 - Prácticas comunitarias con agentes gubernamentales; Aplicaciones de la psicología ambiental comunitaria a la sostenibilidad en asentamientos humanos precarios - Esther Wiesenfeld

Prácticas comunitarias con agentes gubernamentales; Aplicaciones de la psicología ambiental comunitaria a la sostenibilidad en asentamientos humanos precarios


Esther Wiesenfeld


Universidad Central de Venezuela

 

La psicología ambiental comunitaria constituye el marco disciplinar desde el cual se formula un modelo de gestión pública participativa, orientado a la sostenibilidad en asentamientos humanos precarios (AHP). Sin embargo, a pesar del predominio de experiencias académicas y profesionales, llevadas a cabo en AHP por la disciplina, el alcance y magnitud de los cambios generados no se corresponden con los anticipados, ni en las condiciones de vida de sus pobladores ni en las políticas públicas dirigidas a optimizarlas.
A diferencia de este procedimiento, en este taller presentamos otra forma de trabajo, consistente en impulsar procesos comunitarios desde y con otros actores, influyentes en la toma de decisiones para el mejoramiento de las condiciones de vida de comunidades en situación de desventaja, como son los agentes gubernamentales. Consideramos que tales agentes son susceptibles de cambio, a través de procesos psicosociales similares a los promovidos con las comunidades a las que se dedica principalmente nuestra disciplina. Esos cambios estimulan en los agentes gubernamentales resignificaciones de dichas comunidades, destinatarias de las políticas que ellos formulan e implementan, así como de los problemas que confrontan. Esta toma de conciencia transforma asimismo modos de encuentro e intercambio entre ambos actores, coherentes con los valores y principios de la psicología ambiental comunitaria, el modelo de gestión pública participativa y la dimensión social del modelo de desarrollo sustentable.
Ilustramos esta propuesta con ejemplos de experiencias desarrolladas con instituciones responsables de políticas de vivienda y hábitat en Venezuela. Analizamos las oportunidades y limitaciones surgidas de estas experiencias y formulamos interrogantes cuya reflexión colectiva abrirá caminos para potenciar el impacto social y académico de nuestro ejercicio profesional.

 

Palabras clave: Psicología ambiental comunitaria, sostenibilidad, asentamientos humanos precarios, gestión pública participativa
Modalidad: teorico-práctica
Nível: avanzado
Idioma: Español
Duración: 4 horas

CURSO 11 - Saúde mental, Trabalho e Contemporaneidade - Liliana Guimarães

Saúde mental, Trabalho e Contemporaneidade


Liliana Guimarães


Universidade Católica Dom Bosco – UCDB (Campo Grande, MS, Brasil)

 

O curso tem como objetivo proporcionar ao participante a introdução, a atualização e o aprimoramento aos seguintes temas: (i) histórico do campo de estudos na Saúde Mental e Trabalho no Brasil e no mundo; (ii) diferentes abordagens teórico-metodológicas em Saúde Mental do trabalhador, segundo diferentes autores; (iii) organização do trabalho, formas de gestão e saúde do trabalhador; (iv) fatores psicossociais (externos e internos) de risco e proteção à Saúde Mental do trabalhador; (v) as mudanças na organização do trabalho para prevenir o adoecimento do trabalhador, incluindo o psíquico; (vi) os encaminhamentos adequados dos pacientes com transtornos psíquicos junto à empresa e ao INSS; (vii) as formas de sofrimento psíquico do trabalhador: síndrome de Burnout, Karoshi, depressão, ansiedade, transtorno por estresse pós-traumático, entre outras; (viii) o sofrimento e o adoecimento psíquico nas doenças crônicas; (ix) estatísticas da Previdência Social;.(x) Situações de discriminação, violência e assédio psicológico/moral; (xi) excelência da empresa e do produto e a saúde do trabalhador. Diante do grande número de trabalhadores atingidos, e considerando a urgência de medidas preventivas que eliminem as fontes de risco, esse curso se propõe a contribuir para a compreensão dos aspectos contemporâneos nas condições e na organização do trabalho, que provocam a ocorrência de sofrimento e do adoecimento psíquico do trabalhador, construindo elementos que possam embasar formas de enfrentamento das causas.

 

Palavras-chave: Saúde Mental; Trabalho; Contemporaneidade
Modalidade: Teórico-prática
Nível: Intermediário
Idioma: Português
Duração: 4 horas

CURSO 13 - ¿Los Terapeutas Efectivos Nacen o Se Hacen? Revisión de Factores Centrales de la Efectividad Terapéutica - Carlos P. Zalaquett, Ph.D., Professor

¿Los Terapeutas Efectivos Nacen o Se Hacen? Revisión de Factores Centrales de la Efectividad Terapéutica


Carlos P. Zalaquett, Ph.D., Professor


Department of Psychological and Social Foundations, College of Education, University of South Florida.Tampa, USA

 

El workshop “Los Terapeutas Efectivos Nacen o se Hacen” presenta la información más reciente de los factores que facilitan la relación terapéutica y aumentan la efectividad clínica. También discute factores que deben ser evitados porque producen resultados terapéuticos negativos.
El campo de la psicología clínica y de consejería ha tendido a dividirse en dos grandes campos: Los profesionales que apoyan el uso de técnicas terapéuticas que presentan evidencia que demuestra su efectividad y los profesionales que creen que la efectividad terapéutica está basada en la relación interpersonal que es la psicoterapia.
Preguntas como las siguientes ejemplifican estas tendencias: ¿Tienen los terapeutas una disposición natural o un entrenamiento especial? ¿Se debe dejar de lado toda la evidencia acumulada a través de nuestras investigaciones científicas y nuestras experiencias clínicas?¿Hay alguna manera en que podamos resolver estas divisiones que observamos en nuestro campo y aumentar nuestra eficacia como terapeutas?
Responder a estas preguntas es el objetivo central de esta presentación. Al finalizar el programa, los asistentes serán capaces de:
1.Responder a la pregunta “¿Los Terapeutas Efectivos Nacen O Se Hacen?”
2.Indicar al menos tres factores que contribuyen a la eficacia de terapeutas
3.Describir el papel de las prácticas basadas en pruebas de eficacia terapéutica.
4.Listar al menos cuatro estrategias clínicas eficaces utilizadas en terapia.
5.Describir cuatro estrategias clínicas que han demostrado ser ineficaces en la terapia.
6.Nombrar tres acciones que los profesionales pueden utilizar para mejorar su eficacia como psicoterapeutas.

 

Palabras-clave: Psicoterapeutas efectivos, tratamientos basados en la evidencia, relación terapéutica basada en la evidencia
Modalidad: teórico-experiencial
Nivel: avanzado
Idioma: Español
Duración: 4 horas

CURSO 15 - The advantages of a dramaturgical approach to psychological problems - (As vantagens de uma abordagem dramatúrgica aos problemas psicológicos) - Karl Scheibe

The advantages of a dramaturgical approach to psychological problems
(As vantagens de uma abordagem dramatúrgica aos problemas psicológicos)


Karl Scheibe


Wesleyan University

 

This workshop will explore the value of taking a dramaturgical perspective on a set of psychological issues and problems. The basic description of this perspective is provided in Karl Scheibe's book, O Drama da Vida Cotidiana, published in 2005 by PUC/SP in Brazil, and in the United States published in 2000 by Harvard University Press as The Drama of Everyday Life. (The workshop will not presume familiarity with this text.)
Among the problems to be explored are 1) the problem of self and identity, 2) the problem of psychopathology, 3) the problem of taking risks and making decisions, 4) the problem of effective teaching, at all levels, 4) the drama of fear, and 5) the problem of psychological authenticity.
The workshop will begin with a description of the dramaturgical approach to psychology, and then proceed to discussions of the issues listed above. If time permits, the workshop will also include discussions of the topics of boredom (and the opposite problem of stress), indifference (and the opposite problem of caring), and seriousness (and the opposite problem of frivolity). The overall purpose of this workshop is not to argue that this perspective is uniquely true, but rather to develop an appreciation of the particular advantages of drama as a vehicle for understanding psychological problems. It is a perspective that works.

 

Keywords:Drama, Social Psychology, Self.
Modalidade: teórico-experiencial (participativa)(theoretical-experiential/participative workshop)
Nivel: Intermediário(Level: Intermediate)
Idioma: Português, com tradução para o inglês se necessário( Language: Portuguese, withtranslationstoEnglish as needed).
Duração: quatro horas. (Duration: four hours).

CURSO 16 - Adaptación intercultural de tests. Bases y Recursos para una correcta evaluación local - Paula Elosua

Adaptación intercultural de tests. Bases y Recursos para una correcta evaluación local


Paula Elosua


Universidad del País Vasco, San Sebastián (Spain)
Comisión Internacional de Tests

 

Existe un creciente interés en la adaptación de tests, cuestionarios y encuestas en el ámbito de las Ciencias Sociales y de la Salud. Los tests más populares para la evaluación de la inteligencia o de la personalidad se adaptan de una cultura a otra, y es posible encontrar versiones de un mismo test en más 50 idiomas. Las empresas multinacionales utilizan las mismas pruebas de acreditación en distintos contextos económicos y culturales. Las sociedades internacionales para el estudio de la calidad de vida y de la salud diseñan estudios comparativos sobre indicadores de salud y calidad de vida. El auge y relevancia social de los programas internacionales de evaluación educativa (PISA, TIMSS) exige que las pruebas de evaluación sean adaptadas a más de 30 contextos culturales y lingüísticos diferentes. En un marco sociocultural plurilingüe y una economía global, la adaptación de tests es una práctica que se ha tornado necesaria. En este marco evaluativo intercultural, únicamente la conjunción entre rigor científico y normas de uso ético exquisitas garantizarán la equidad y validez del resultado de cualquier proceso de adaptación. El objetivo de este curso es mostrar las pautas y directrices más importantes involucradas en una correcta adaptación tests. El taller intenta conjugar aspectos teóricos con aplicaciones empíricas, para ofrecer al asistente patrones que pueda seguir y utilizar en la adaptación local de tests.

 

Palabras clave: Adaptación, tests localmente adaptados, equivalencia psicométrica.
Modalidad: Taller teórico
Nivel: Básico-Medio
Idioma. Español
Duración: 4 horas

CURSO 21 - A ESCOLA NA SOCIEDADE DAS IMAGENS TÉCNICAS - Elizabeth Tunes - 

A ESCOLA NA SOCIEDADE DAS IMAGENS TÉCNICAS


Elizabeth Tunes


Universidade de Brasília
UNICEUB

 

Com o surgimento das imagens técnicas, a sociedade contemporânea começou a organizar um novo projeto social. Que implicações tem esse novo projeto para as nossas instituições? Elas estão ameaçadas? A escola – que, hoje, ocupa lugar de destaque na nossa vida social – sofrerá algum impacto? O curso que ora se propõe parte dessas questões e terá como objetivo principal examinar o lugar e o papel da instituição escolar na sociedade das imagens técnicas. Para tanto, em primeiro lugar, será realizado um exame histórico da passagem da era monástica para a escolástica, com destaque para a transformação do modo de leitura, concomitantemente, ao surgimento de uma nova forma de estruturação do próprio livro, que, então, começa a ocupar um lugar central na organização da vida cultural. Em seguida, serão examinadas as condições da nova revolução que se encontra em curso: a que é propiciada pelo surgimento das imagens técnicas. Com base em ideias flusserianas, objetiva-se tratar de importantes repercussões das imagens técnicas no estabelecimento de uma nova ordem cultural e de seu impacto sobre a cultura do livro. Finalmente, pretende-se discutir possíveis repercussões da cultura das imagens técnicas nos modos de organização da instituição escolar, nos processos de escolarização e nos processos de pensamento.

 

Palavras-chave: imagens técnicas – cultura livresca – processos de pensamento
Modalidade: Teórica
Complexidade: Intermediária
Idioma: Português
Duração: 4 horas

CURSO 23 - Género Trans(formado): Significados e implicaciones psicosociales de la transexualidad - José Toro-Alfonso

Género Trans(formado): Significados e implicaciones psicosociales de la transexualidad


José Toro-Alfonso


Universidad de Puerto Rico

 

En este taller se examinarán los elementos básicos de la construcción del género y las implicaciones de la trasgresión que representan las personas transgéneros, transexuales e intersexuales. Se discutirán las teorías principales de la psicología que explican el proceso de construcción del género y las explicaciones sobre aquellas personas que se alejan del modelo tradicional masculino-femenino. Examinaremos los modelos biológicos, psicológicos y sociales del origen del género. El taller ofrecerá la oportunidad para reflexionar sobre nuestras propias actitudes sobre el género y la diversidad sexual. Se discutirán las necesidades psicosociales de las poblaciones de hombres y mujeres Trans y los retos para que presentan para la psicología como ciencia y profesión. Se presentaran estudios sobre poblaciones Trans en America Latina y las necesidades que apalabran miembros de estas comunidades. Se destacará la necesidad de que las personas profesionales en la psicología desarrollen competencias y destrezas apropiadas para la intervención con niños(as), adolescentes y personas adultas que presentan manifestaciones de género no-tradicionales. Las personas participantes podrán aclarar dudas y explorar destrezas de intervención psicosocial para la atención apropiada de poblaciones transgénero en sus diversas manifestaciones. Distribuiremos información adecuada y referencias bibliográficas respaldadas por la investigación más reciente sobre la diversidad sexual.

 

Palabras clave: género, diversidad sexual, transexuales
Taller: Teórico-experiencial
Nivel: Intermedio
Idioma: Español
Duración: Tres horas

CURSO 27 - Discourse Analysis and Critical Psychology - Erica Burman and Ian Parker

Discourse Analysis and Critical Psychology


Erica Burman and Ian Parker


Discourse Unit (www.discourseunit.com)

 

The workshop explores why ‘discourse analysis’ has been an important part of ‘critical psychology’ in Britain, and outlines theoretical resources that we have used in the Discourse Unit to study discourse.Discourse analysis in psychology provides a range of conceptual and methodological resources for thinking critically about the discipline of psychology. These conceptual and methodological resources also re-orient researchers in the discipline away from a search for causes of behaviour inside the head of individuals to social contexts in which human beings construct and challenge what has been presented to them as ‘facts’ about their nature or possibilities for change. It is for this reason that ‘discourse analysis’ has sometimes even been treated as synonymous with ‘critical psychology’ or has operated as a code word for politically progressive alternative approaches to subjectivity. This paper organises the many different ways of doing discourse analysis into eight approaches at four different ‘levels’ in which we move from the micro-level of analysis to more social macro-levels of work. This enables us also to review connections with ‘critical psychological’ approaches and more broadly with dimensions of critique in research. We will explore these questions in relation to one piece of text that we can approach from within the different approaches.

 

Key-words: Discourse analysis, Critical psychology, Political critique
Theoretical Workshop
Level: Intermediate
Language: English
Duration: four hours

CURSO 29 - Como escrever e publicar o primeiro artigo científico - Silvia Helena Koller - Piotr Trzesniak

Como escrever e publicar o primeiro artigo científico


Silvia Helena Koller
Piotr Trzesniak


Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Universidade Federal de Itajubá
Curso patrocinado pela IAAP

International Associationof Applied Psychology

 

Este minicurso justifica-se considerando a importância da publicação de artigos científicos relevantes e de qualidade, tanto para o avanço e a aplicação do conhecimento como para o desenvolvimento profissional no ambiente acadêmico. Ao concluí-lo, os participantes estarão aptos a: (i) citar recomendações que contribuam para o aperfeiçoamento de forma, de redação e de conteúdo de artigos científicos; (ii) criticar com discernimento ampliado os textos científicos que leem e escrevem; (iii) distinguir a política editorial das informações aos autores em periódicos científicos e selecionar a revista mais indicada para a submissão de seus artigos, e (iv) descrever o processo editorial e citar e aplicar critérios seguidos por editores e árbitros na avaliação de artigos científicos. O mini-curso focalizará processo e produto, proporcionando o aprendizado de estratégias para escrever, revisar, avaliar, editar e estudar artigos em Psicologia. Ressalta-se todo o tempo que a pesquisa só se completa após o seu relato ser processado editorialmente e publicado em uma boa revista científica. Uma vez que um bom artigo é o resultado de uma investigação bem planejada e bem executada, o curso também abordará a produção do conhecimento desde o seu planejamento.Enfatiza-se que o sucesso dessas vertentes – planejamento, execução e redação - só é possível respeitando-se escrupulosamente os preceitos da organização, da ética e da metodologia. Especificamente com relação à preparação de textos originais, discutir-se-ão os modos de apresentação de um manuscrito e como ele é recebido por editores e revisores de periódicos científicos. Abordar-se-á a relação com os editores, tanto no papel de autor(a) como no de consultor(a). E, tendo em conta que a eficácia pesquisa é tanto maior quanto mais amplamente ela for divulgada, as formas de ampliar a visibilidade dos artigos serão igualmente discutidas.

 

Palavras-chave: redação científica; projetos de pesquisa;processo editorial científico.
Modalidade:Teórico-prática
Nivel: Intermediário
Idioma: Português
Duração: 4 horas